2010/04/07

E depois da vida real, o que fazer à vida virtual?

Suponho que à medida que for envelhecendo isto acontecerá mais vezes... Hoje o Hi5 enviou-me uma lista automática das pessoas que vão celebrar os seus aniversários na próxima semana. E entre essas pessoas estava uma que já não está entre nós.

A pessoa em causa não me era muito chegada mas tinha uma boa relação com ela. Daquelas que só não foi amizade porque poucas vezes estávamos juntos. A sensação que tive ao ver novamente a sua cara foi estranha. Do tipo: "Já morreste, o que estás aqui a fazer?"

Mas o Hi5 não sabe disso. Não sei sequer se existe uma opção de reportar que a pessoa faleceu. E pus-me a pensar: Quando eu morrer, quererei que os meus avatares desapareçam? Ou gostaria de ficar imortalizado em umas quantas páginas neste mundo gigantesco virtual que é a Internet? E as pessoas que me conhecem... gostariam de me "rever" ou prefeririam não voltar a ver a minha cara por ser demasiado doloroso?

E vocês? Qual a vossa opinião?

8 comentários:

Made in St Barth disse...

É a primeira vez que venho aqui.
Não sei se queria voltar a ver as pessoas. Se me desse bem com elas, de certa maneira sim,era maneira de voltar a recordar os momentos que passei ao lado dela, acho que não é por ela morrer que deve ser esquecida, deve ser sempre recordada nos nossos corações... (acho que estou um bocadinho lamechas) :D

o-sc-by-nigth disse...

tens tempo a mais livre nas tuas mãos , queres ser recordado , aumenta a tua prole de filhos :)

Anónimo disse...

assim de repente, confrontado com esta tua questão não sei que dizer... mas quando olho para a tua foto ali do lado direito e imagino o rol de criancinhas que poderão ficar traumatizadas para o resto da vida ao olhar para ela por casualmente virem aqui parar, eu diria que talvez fosse melhor que todos os ciber-eus (ou neste caso particular, os ciber-tus) desaparecessem igaulmente :-)

Um abraço,

Emigras

Pinkk Candy disse...

olá, primeira vez aqui no teu canto!
às vezes quando vejo blogs ao abandono, fico a pensar o que terá acontecido a essas pessoas, será que...
é um tema complicado, há casos em que mais ninguém tem acesso às passwords, nem tem conhecimento, logo as coisas vão ficar pela world wide web eternamente.

*

José disse...

Made in St Barth: Neste caso em particular, por ser uma pessoa com quem não tive uma relação próxima (porque não calhou), é a única forma de a voltar a "rever". E o sentimento é misto. Por um lado é bom rever a pessoa, mas por outro lembro-me que não mais a verei, por isso é que coloquei a questão ao "público" em geral.

o-sc-by-nigth: Os dois que tenho já chegam para me torrar a paciência! :) Mas de certa forma, sinto-me um pouco imortal, por os meus genes perdurarem pelo menos mais uma geração.

Emigras: Posso sempre meter um disclaimer antes de mostrar a foto, para não assustar ninguém! :)

Pinkk Candy: Também me acontece isso quando vejo blogs abandonados. "Será que a pessoa em causa só é preguiçosa como eu? Ou terá acontecido alguma coisa?"

Obrigado a todos pelos comentários.

disse...

Bem, tenho uma amiga que faleceu à dois anos, o Hi5 dela é o espaço onde lhe escrevemos "recadinhos", há uns tempos atrás fui lá deixar um beijinho, passado umas semanas recebo um mail do dito Hi5 entitulado "Fr... aceitou o seu comentário", bem assim a frio foi um arrepio bem gelado. Mas a mim sabe-me bem lá ir de vez a vez visitar, porque fico com a sensação de que ainda está viva.
Bejinho

José disse...

Bem, Té...

até a mim me deu um arrepio ler o que escreveste. Mas chegaste a descobrir o que se terá passado? Alguém que sabia a password, um amigo ou familiar?

disse...

Sim. Não sei se é o pai ou o irmão que têm a password, mas um deles continua a aceitar os comentários que lhe vão deixando, eu sabia disto, mas não sei, penso que nunca mais me lembrei que ía receber uma mensagem daquelas.